jul 28, 2013 / por Ricardo Ventura / 1 Comentário

Muito Mais que Um Quadro Negro!

Quem foram seus professores?
Se eu te perguntar quais foram os últimos campeões da copa do mundo de futebol, provavelmente você não se lembrará…
Se eu te perguntar quais foram os seus últimos cinco namorinhos, talvez se esqueça de algum nome…
Talvez não se lembre nem quem era presidente do Brasil em 1994…
Mas se eu te perguntar o nome dos seus professores mais queridos, lembrará de todos!
Vou contar alguns meus e porque se tornaram inesquecíveis!

Tia Silvia – pré – Eu tinha fugido da escola um ano antes. Achava estudar um saco. As tias faziam-me interessar a força pelas aulas. Tia Silvia nas primeiras aulas quis nos conhecer e saber quem nós éramos! Ela primeiro se interessou por nós! INDIVIDUALMENTE!

Tia Conceição – primeiro ano – Não foi uma ruptura! Foi uma continuação! Era apaixonado por ela… Ela era linda, cheirosa e sempre estava SORRINDO!

Marinardes do ginásio – Cara, era um embrião dos professores modernos de cursinho! Ela teatralizava as aulas! Ela ensinava história… Com HISTÓRIAS! Chamava alunos à frente para dramatizar os Reis e suas invasões!

Juvêncio – colegial – Me fez gostar de português pela primeira vez! Ele ensinava português com lógica. Ensinava a lógica das rimas e das poesias! Criativo, fazia debates e incentivava a rebeldia de maneira ordeira!

Neide – colegial – Me fez acreditar que eu tinha voz de locutor!( “Ventura você tem voz de veludo”) E fazia com que eu declamasse várias poesias para a sala nas aulas de literatura ( acredito que foi responsável por eu brincar com minha entonação de voz até hoje…)

Tanaka – colegial – O temível professor Tanaka de química se rendeu a nossa sala dos “nerds- descolados”. Percebi que as pessoas são espelhos. Entregamos o que ele queria! Ele se tornou um dos professores mais engraçados e didáticos.

Edson – faculdade – Em meio aos razonetes, ativos, passivos e imobilizados… Adorava meus seminários: Ventura você já deu aulas antes? ( será que o cara era vidente?)

Zacarias – pós-graduação – O Criador do método QUATI. Além de ser um dos maiores especialistas em Jung deste país, sem saber me deu aulas de apresentação. Metafórico, lúdico! O cara ficava quatro horas sentado em sua cadeira dando aula e mesmo assim suas aulas eram deliciosas.

Professores inspiram, espelham, provocam, corrigem seus alunos.

Bem, estes foram alguns que me marcaram para sempre…
Tive também outros “professores”, professores de vida, pessoas que nem sonham que foram meus mestres e que levo cada um dentro do coração e das minhas lembranças…
E você?
Quem foram seus “professores inesquecíveis”?
Que tal amanhã fazer uma oração, um pensamento de louvor aos mestres, com bastante carinho e amor…

Ricardo Ventura!
Professores inesquecíveis entram em nossas vidas, para nunca mais sair…
www.ricardoventura.com.br

Comentar via Facebook